PROJETO CO-LABORAR


CO-LABORAR é inventar, “fazer com” os outros.
No contexto das tendências contemporâneas de mediação cultural e de desenho de novas experiências, as PROPOSTAS CO-LABORAR [Portugal entre Patrimónios] combinam várias disciplinas, sociedade, território e competências sociais em
ENTREVISTAS,
PROJETOS EXPOSITIVOS,
WORLD CAFÉS,
ENCONTROS, e
ID: ESPAÇO PÚBLICO.

As propostas CO-LABORAR apresentam modelos simples de realizações conjuntas que exigem recursos limitados e podem ser facilmente implementadas:

ENTREVISTAS | COMUNICAR PROFISSÕES e PROFISSIONAIS

O conceito da prática de entrevistas deriva do projeto “interview project” do curador Hans Ulrich Obrist que, para entender as artes visuais, precisava de “saber o que se passava noutros campos do conhecimento”. Para Obrist o “interview project” é uma metodologia de investigação que lhe permite manter-se “estudante”. A sua esperança é que a empatia criada entre entrevistador e entrevistado se amplie e contribua para a empatia no planeta. É uma questão de conexão com as pessoas.

O objetivo é produzir um espaço participativo intergeracional, de aproximação à arte e de diálogo, através de um sistema dinâmico de entrevistas. Os resultados em suporte digital e de acessibilidade remota serão uma mostra da diversidade de interrogações que têm como resposta diferentes sensibilidades, projetos e desafios.

A intenção é que a recolha de testemunhos de profissionais (no ativo ou não), músicos, bailarinos, escritores, atores, pintores, escultores, artesãos, fotógrafos, produtores, curadores, arquitetos, agentes culturais ou cineastas, entre outros, dê a conhecer um pouco do mundo dos entrevistados – percurso, projetos e desafios. A curiosidade é o motor das entrevistas.

Pode aceder às ENTREVISTAS já realizadas no menu do site em RECURSOS, DOCUMENTOS E PUBLICAÇÕES.

Contacto para mais informações: lsaldanha@mnac.dgpc.pt
Dinamizadores: MNAC+CMLoulé

PROJETOS EXPOSITIVOS

Afirmamo-nos pela nossa capacidade de relação e pela nossa capacidade de projetar. [Portugal entre Patrimónios] propõe um sistema dinâmico para pensar e desenvolver exposições.

Estamos, lentamente, a pluralizar espaços participativos de aproximação à arte. Numa proposta de recombinação em rede, recorremos a um sistema de exposições itinerantes concebidas/produzidas por parceiros.

Os elementos expositivos e a exposição podem ser de natureza material, imaterial ou digital e de acessibilidade local ou remota. O local, o início e a duração de cada exposição é determinada pelo parceiro ou entidade promotora. Os materiais para divulgação da exposição devem ter sempre autorização dos respetivos intervenientes.

Três parceiros – Fundação Coa Parque, GE e Loulé Criativo (CMLoulé) promoveram as exposições: “O artista do momento: o homem do paleolítico – Cartoons, de Luís Afonso”, duas versões da exposição “O desenho, força que nasce do silêncio” de António Faria e “Todos nós nascemos originais e morremos cópia – Entre a interrogação e a afirmação existe um espaço que a arte ocupa, de Miguel Cheta”.

Contacto para mais informações: lsaldanha@mnac.dgpc.pt
Dinamizadores: MNAC + EMERGE

WORLD CAFÉS [Portugal entre Patrimónios]

Estes ciclos de discussão, centrados numa pergunta, pressupõem diálogo, reconhecimento e valorização mútua. O objetivo é produzir um espaço de aproximação intergeracional ao património cultural, com recurso a diálogos colaborativos através da aprendizagem, da experiência e da diversão. Promover experiências que combinam, a diferentes escalas, várias disciplinas, (designadamente a arte), sociedade, território e competências sociais.

Entendemos este projeto como uma prática dinâmica para pensar em grupo, através desta metodologia de livre acesso universal, denominada World Cafés. Ao convidar as pessoas para conversas informais, como se estivessem numa mesa de café, estimula-se a criatividade, exploram-se temas importantes para o grupo e cria-se espaço para que a inteligência coletiva possa emergir. [Portugal entre Patrimónios] promoveu World Cafés em Lisboa, no MNAC, sobre O VALOR DA ARTE, em Torres Vedras na Casa da Avó Gama, sobre EDUCAÇÃO NA ARTE, e em Braga no Hotel Melia, sobre TURISMO CULTURAL SUSTENTÁVEL.

O World Cafés funciona com objetivos, com diretrizes específicas, com regras de participação e sujeito a questões muito claras no âmbito de uma temática definida a explorar. Funciona muito melhor com grupos em que as pessoas estejam verdadeiramente interessadas nos assuntos a debater. Assim, na escolha do tema e na formulação das perguntas, os organizadores devem respeitar as motivações da comunidade de acolhimento da iniciativa.

Contacto para mais informações: lsaldanha@mnac.dgpc.pt
Dinamizadores: MNAC + ESAD-IDEA + CEJTM

ENCONTROS

Ciclos de encontros para captar tendências de evolução, reforçar o desenvolvimento de contactos e parcerias profissionais, promover a aprendizagem informal e incentivar o turismo cultural sustentável. Vários temas, encontros, datas e locais onde, ao vivo e com segurança, pessoas e estruturas refletem sobre temáticas contemporâneas que acreditamos ser relevantes.

Com parceiros [Portugal entre Patrimónios] e público interessado, em diferentes pontos do país, acolhidos por diferentes parceiros, exploramos formas de reunião/comunicação: conferências, apresentação de caso de estudo, refeições em grupo e visitas in loco. Até janeiro de 2021 realizámos cinco encontros – Lisboa, Porto, Loulé, Évora, Matosinhos e Coimbra. Cada reunião partiu de um tema, promovendo o conhecimento e a partilha de experiências entre pares e o desenvolvimento de diferentes eixos de atividade.

Os próximos encontros [Portugal entre Patrimónios] serão em esplanadas de Cafés com História.

Contacto para mais informações: lsaldanha@mnac.dgpc.pt
Dinamizadores: MNAC + CMLoulé + ACH

ID: ESPAÇO PÚBLICO

Entrar no ID: Espaço Público é uma oportunidade para se abordar uma série de questões usando diferentes formas de expressão e de amostragem.

No universo da sustentabilidade cultural, através da participação e do contributo de cidadãos, em formato digital, queremos promover iniciativas que trazem para o ID: Espaço Público ideias reveladoras sobre questões incontornáveis.

O [Portugal entre Patrimónios] quer conhecer interrogações e pensamentos atuais através da recolha digital de múltiplos testemunhos, expressos através de diferentes técnicas artísticas. Quer contribuir com iniciativas acessíveis para a conexão da sociedade em geral, interagir com muitas pessoas, através de manifestações do potencial da arte como motivação e referencial. O primeiro ID: Espaço Público é o ID: Ser Português.

Vamos fazer um esforço para recolher ideias e relacionar pessoas, muitas pessoas, com coisas que estão a acontecer agora.

Contacto para mais informações: lsaldanha@mnac.dgpc.pt
Dinamizadores: MNAC + CEJTM